Written by 11:22 Análises por área

Recuperação judicial como instrumento de sobrevivência

Em momento de crise financeira, como a atual, medida pode ser importante para seguir com os negócios

A recuperação judicial é um importante instrumento para a sobrevivência de empresas em crise financeira, como esta que se abateu sobre o mundo, uma vez que facilita o pagamento das dívidas e suspende, por um período, cobranças e execuções que podem evitar a falência. Entretanto, o sucesso na operação depende da agilidade dos gestores das empresas em tomar as medidas necessárias à reestruturação financeira. Aguardar uma situação pré-falimentar significa, não raro, o insucesso na recuperação judicial.

A volatilidade dos mercados financeiros e a disparada do dólar criaram uma postura cautelosa entre os gestores de patrimônio. O momento demanda atenção, mas também serenidade e prudência. O que acontece nos mercados não está em nossas mãos, mas o que faremos diante disso, sim. Planejamento é fundamental. Estamos preparados para auxiliá-lo em todos os campos que envolvem renegociações, repactuações e planejamento de redução de custos para enfrentar a falta de liquidez que está afetando diversos setores da cadeia produtiva.

E como ficam as AGCs?

Assembleias Gerais de Credores (AGC) que estejam designadas para os próximos dias podem ser objeto de suspensão em virtude do COVID-19. Há recente precedente da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, que autorizou a suspensão da assembleia-geral de credores de uma empresa em recuperação judicial, pelo prazo de 30 dias, com extensão do stay period pelo mesmo período. Estramos à disposição para auxiliar em eventuais prorrogações ou em qualquer outra questão relacionada à recuperação judicial.

(Visited 15 times, 1 visits today)
Inscreva-se na lista de e-mail e mantenha-se atualizado!
Close