SiqueiraCastro | Multinacionais evitam condicionar honorário de advogado a ganho de causa
32603
post-template-default,single,single-post,postid-32603,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,qode-page-loading-effect-enabled,,qode-theme-ver-17.0,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

Multinacionais evitam condicionar honorário de advogado a ganho de causa

Multinacionais evitam condicionar honorário de advogado a ganho de causa

A coluna Mercado Aberto, na Folha de S.Paulo, destaca que a contratação de escritórios de advocacia com remuneração por êxito na causa tem sido evitada por multinacionais que operam no Brasil, bem como por empresas nacionais com alto padrão de governança corporativa. “A restrição começou a ser adotada por alguns há 15 anos por recomendação do governo americano”, destaca o nosso sócio Guilherme Dantas.

Clique aqui e confira a reportagem completa.