Justiça paulista cancela plano de saúde por uso de notas falsas

0
431

Valor Econômico ressalta decisão judicial na qual um usuário teve o plano médico cancelado pela AMIL após apresentar notas falsas para fins de reembolso médico. A sócia da SiqueiraCastro, Thais Matallo Cordeiro Gomes, representa a AMIL no processo e destacou a atenção especial das operadoras de planos de saúde quanto às condutas de caráter suspeito e possíveis fraudes em notas fiscais médicas.

Clique aqui e confira a reportagem completa.