Contratos de ônibus seguem indefinidos

32

DCI destaca decisão do órgão especial do Tribunal de Justiça de SP que considerou ilegal o prazo de 20 anos de concessão nos contratos entre a Prefeitura de São Paulo e as empresas de ônibus do município.

De acordo com a sócia Renata Abreu, esse desacordo pode gerar prejuízos para o que já havia sido decidido, pois os valores foram calculados para um contrato maior.

Leia mais.