A importância da representatividade LGBTQIA+

0
4261

No dia 13 de junho a Nickelodeon assumiu que a personagem mais querida e carismática da Fenda do Biquíni faz parte da comunidade LGBTQIA+. Bob Esponja Calça Quadrada teve sua sexualidade oficializada pela Nickelodeon, que anunciou que ele é gay e vestiu a personagem com as cores da bandeira do movimento. Mas por que isso importa? O anúncio importa, e muito, pela representatividade! A representatividade é importante para a comunidade LGBTQIA+ porque dá voz à comunidade, sendo que a ausência de uma imagem de referência nos mais diversos espaços é uma forma de tirar essa voz.

Com isso, a presença de representantes LGBTQIA+ nos espaços de domínio público fortalece o sentimento de orgulho dos membros da comunidade, sendo também uma importante ferramenta de combate à LGBTQIA+fobia, já que normaliza a diversidade e cobra da sociedade e do governo mais políticas de direitos e de igualdade.

Ellen Page e Ellen Degeneres, duas representantes da comunidade LGBTQIA+. Fonte: divulgação

A representatividade e a empatia andam lado a lado, pois uma ajuda a criar a outra. E onde há empatia, não há preconceito, ataques de violência e assédio, atos que a comunidade LGBTQIA+, infelizmente, convive diariamente.

Leia mais: LGBTQIA+, o que significam essas letras?

Direitos importantes como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a derrubada pelo STF da restrição de doação de sangue por homossexuais, a adoção por casais homoafetivos e a exclusão da sexualidade pela OMS da lista de doenças são alguns exemplos de importantes ganhos da Comunidade LGBTQIA+, que foram obtidos pela atuação de grupos representativos.

A voz que a representatividade dá a essa comunidade tão colorida e tão diversificada tem uma importância que extrapola os limites da Fenda do Biquíni e que precisa ecoar pelo mundo: Temos orgulho de ser quem somos. Merecemos respeito, igualdade e empatia. Amor é amor!

Texto escrito pela advogada Tatiana Durant.